25 de set de 2010

Novidades de conteúdo online para profissionais da cultura

Em 2010 os profissionais da cultura ganharam dois “presentes” virtuais que vão colaborar, e MUITO, para sua formação e conteúdo profissional. É hora de aprender com quem faz, troca de experiências.

O primeiro deles chegou em maio, a revista eletrônica “Fazer e Vender Cultura”, uma realização do Clube da Cultura. A revista surgiu para trazer coesão entre as partes isoladas do meio cultural, unir forças, e mostrar o setor cultural como um potencial setor econômico, entendendo que a incapacidade de entender-se dessa forma é, hoje, a sua maior fraqueza.


É a primeira revista virtual feita por e voltada especificamente para os produtores culturais:

"Fazer e Vender Cultura - Uma revista para produtores culturais

O Produtor Cultural é aquele que empresaria e administra um projeto, produto ou evento cultural. Existem os profissionais e os amadores. No primeiro grupo a maior parte é de autodidatas, já que a possibilidade de formação acadêmica é recente. É grande o contingente de jovens atuando na área mas a consciência de uma categoria profissional é incipiente. Os mais antigos, têm laços de classe com os segmentos nos quais atuam: teatro, cinema, TV etc, que tem sindicatos e legislações específicas. Existem também muitos amadores sérios e dedicados atuando que não identificam a si mesmos como produtores culturais e trabalham, principalmente, dentro de instituições, associações e empresas. O produtor cultual é um empreendedor por natureza. Gosta de realizar e se realiza fazendo acontecer. Entende que gerar dinheiro com sua atividade é a maneira de continuar nela. Interessa-se tanto pelo artístico quanto pelo “técnico”. É um generalista: diversas áreas de conhecimento chamam sua atenção. Na verdade, um bom produtor é um especialista em generalidades. É um líder, naturalmente. Sempre tem muitas idéias e as defende com garra. Exercita o senso crítico e utiliza sua criatividade de forma a resolver problemas práticos. Valoriza a forma, a estética e a criatividade. Nossa revista, mensal, tem como missão ser útil para este público.”

Com o patrocínio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Lei de Incentivo à Cultura e da Oi, com apoio do Oi Futuro, a revista já está em sua terceira edição e, além do conteúdo online, conta com a realização de um colóquio mensal no Oi Futuro, para fazer a discussão acontecer também no mundo não-virtual.

Acessem www.fazerevendercultura.com e sigam @fazerevender.

A segunda iniciativa que merece destaque foi lançada a pouco mais de um mês, e já tem mais de 1000 seguidores no facebook e mais de 500 no twitter: o portal Produção Cultural no Brasil.

Um site que traz as vozes dos maiores gestores, produtores, diretores e trabalhadores dos bastidores de projetos culturais do país, sem formalismos acadêmicos, através de vídeos e livros que podem ser acessados livremente. A idéia é mesmo mostrar a experiência de cada um, e no quanto isso pode agregar e acrescentar no trabalho de quem está atuando no meio hoje em dia.

Segundo a apresentação do site, o “Produção Cultural no Brasil “é uma provocação a todos que tenham interesse em pensar e produzir cultura no país”. A finalidade seria a de traçar um painel histórico e atual da cultura nacional para que diferentes regiões e produções culturais pudessem dialogar e refletir sobre o assunto.

Palavras mais faladas no projeto conceitual
Nuvem de tags com as palavras mais usadas no projeto conceitual do Produção Cultural no Brasil

Uma troca de experiências de forma democrática, que estimule o processo criativo da cultura nacional de forma permanente. O projeto pretende discutir produção cultural de forma sistemática e mais acessível a todos, provocando discussões pela internet, partindo das redes sociais. A idéia não é apresentar apenas o conteúdo, mas sim a troca, o intercâmbio. As conversas geradas pelo Twitter, Facebook e demais canais de rede do projeto influenciarão nos posts e demais conteúdos. O propósito é que tudo, no fundo, seja uma coisa só: um repositório vivo sobre cultura brasileira.

“Produção Cultural no Brasil” é um projeto multimídia em três frentes:
  • 100 entrevistas em vídeo com gestores, artistas e realizadores culturais de todas as regiões do Brasil (25 já estão online agora);
  • 5 livros com entrevistas mais longas dos mesmos gestores, artistas e realizadores culturais (sim, eles deram duas entrevistas!);
  • Esta plataforma online de conversação em torno do conteúdo produzido por nós e da produção cultural brasileira como um todo.
Os livros estarão disponíveis para download gratuito assim que forem lançados, em novembro (haverá também uma versão interativa do livro, inédita no Brasil).

O projeto é uma realização da Casa da Cultura Digital e da Secretaria de Políticas Culturais do
Ministério da Cultura , por meio da Cinemateca Brasileira e da Associação Amigos da Cinemateca. Para a execução, foram acionadas três empresas: a Beijo Técnico Produções, a Garapa Coletivo Multimídia e a Fli.

É válido lembrar que o portal fará um lançamento na UFF, dia 30/09, próxima quinta-feira, e estão todos convidados:


2 de set de 2010

Estreia de "Valentim, o amor por trás de um cabaret"

Baseado no filme “Moulin Rouge” de Baz Luhrmann, o espetáculo “Valentim O amor por trás de um cabaret” é um musical que conta com onze atores em cena interpretando, cantando e dançando as cançoes ao vivo. A história é vista através das lembranças de Christian. Seu enredo principal é a conturbada história de amor da cortesã Samanta, a estrela do cabaret Valentin, com Christian um pobre escritor que sonha em escrever sobre o amor.


O espetáculo estreia nesse final de semana (04 e 05 se setembro) no teatro Raul Cortez em Duque de Caxias e Segue temporada no mês de setembro no Teatro Iracema de Alencar no bairro do Pechincha no retiro dos astistas

1 de set de 2010

Alteração na lei 11.091/2005

Atualmente a lei 11.091/2005 dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação. Esta lei regulamenta que os concursos com vaga para Produtor Cultural devam ser preenchidos por profissionais formados em Comunicação Social.

É devido a esta lei que quase não conseguimos concursos na nossa área, porque quando os órgãos e empresas vão abrir vagas, consultam o que esta determinado neste plano.

Abaixo segue um abaixo assinado pedindo a alteração desta lei para a inclusão do curso de produção cultural como pré requisito para vagas de produtor cultural.

É muito importante a participação de todos, assim que forem coletadas assinaturas suficientes, ele será encaminhado ao ministério.

Está na hora de fazermos alguma coisa, por isso, participem! Assinem!
Se você tem blog ou site relacionado a cultura, publiquem!
Peçam aos seus leitores que se juntem a nossa causa.
Quanto mais estudantes e profissionais graduados nestes cursos se movimentarem mais efeito terá.

Segue o link:
http://www.petitiononline.com/11091/petition.html

(Fonte: http://monografiasprocult.wordpress.com)