28 de abr de 2011

Conheça o Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro


A Secretaria Municipal de Cultura inaugurou em 2004, na Tijuca, o primeiro Centro Coreográfico brasileiro. Com aproximadamente 4.000 m², o CCo foi projetado para criação, desenvolvimento, estudo, apresentação, documentação e difusão da arte da dança.

O Centro Coreográfico possui estúdios destinados a ensaios, performances e oficinas de dança; um teatro de 155 lugares, batizado com o nome de uma das mais importantes artistas da dança brasileira, a bailarina e mestra: Angel Vianna. Também há uma sala de vídeo, cinema e conferências, uma biblioteca / centro de memória e apartamentos para hospedagem de artistas em intercâmbio. Dirigido pela coreógrafa Carmen Luz, o CCo abriga diversos programas, dentre os quais o Programa de Residências Artísticas Nacionais e Internacionais, o Núcleo de Dança e Educação, o Projeto Temporada de Dança e o Programa Dança, Vídeo e Cinema. Aberto diariamente das 8h às 22h.

A cada semestre o espaço abre um edital de chamada pública para Programas de Residências Artísticas e Eventos em Dança. Tem algum projeto que gostaria de levar para lá? Fique de olho nas inscrições do próximo semestre.

Gostou? Quer participar? Atualmente as seguintes atividades estão com inscrições abertas:

- WORKSHOP MUSICALIZAÇÃO DA DANÇA
Prof. Beth Dau




- CURSO DE DANÇA AFRO



















- PROJETO INTERSEÇÕES NA DANÇA

Curso Gratuito para professores de dança e artes. O curso é uma parceria do Centro Coreográfico do Rio de Janeiro com os artistas do seu programa de residências.

Organização Curricular: Dança & Diferenças, Dança de Rua & Teatro, Arquitetura do Movimento, Danças Populares & Educação, Dança & Artes Plásticas, Dança & Vídeo, Dança e Dramaturgia, Efeitos Especiais e Luz na Dança.

Período: de 7 de maio a 16 de julho de 2011
Horário: todos os sábados de 10:00 às 13:00
Carga horária total: 30 horas – com emissão de certificado.
Limite de vagas: 40
Maiores Informações e Inscrições através do email: dancaeducacao.cco@gmail.com

Núcleo de Dança e Educação do Centro Coreográfico
Coordenação - Helena Lima - 8662.8284
Rua José Higino, 115 - Tijuca
2268.7139 / 3238.0357 / 3238.0601
dancaeducacao.cco@gmail.com

- OFICINA DE CONTATO E IMPROVISAÇÃO




















Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro
Rua José Higino, 115 - Tijuca
Tel.: 3238-0357 / 3238-0601 / 2268-7139
ccoreografico@gmail.com

Siga também as redes sociais, para ficar de olho nos eventos, cursos, workshops e seminários:

27 de abr de 2011

Crowdfunding: o incentivo coletivo



Em 2011 chegou ao Brasil uma alternativa às tão batidas leis de incentivo e editais de patrocínio.

Cada vez mais nós, agentes culturais, percebemos as dificuldades de conseguir captação nos moldes tradicionais: apresentações e mais apresentações a investidores, reuniões, parcerias, apoios e, muitas vezes, pouco resultado. A pergunta é se essas plataformas serão muito mais do que virtuais e se vão cumprir seu papel de aceleradoras nesse processo de inovação em rede.

Partindo do principio de que o coletivo faz a força, esse tipo de plataforma entende que se cada um que acredita em determinado projeto faz a sua parte, ele acontece, sem ter que depender do investimento de grandes empresas para tal.

O funcionamento é simples: o autor da ideia cria o projeto, apresenta sua proposta em uma plataforma online, diz o dinheiro necessário para concretizá-lo e busca incentivadores; ou seja, pessoas que acreditem nele e em suas ideias.

Se a quantia recebida chegar a, no mínimo, 100% da meta no prazo estipulado, o dinheiro acumulado vai para o autor, o site fica com uma comissão – em geral, 5%, e há recompensas para os que se motivaram, como DVDs, fotos, ingressos, jantares etc. Mas se a meta não for atingida, o dinheiro volta para quem incentivou – em alguns casos, não em espécie, mas em forma de crédito para investir em outros projetos.

O que faz as coisas acontecerem aqui é o quão envolvidas as pessoas ficam com o projeto, o quanto a paixão por uma causa pode mover pessoas, multidões. Nesse meio dos planos colaborativos ganha quem tiver, além de uma ótima e envolvente ideia, uma comunidade maior e mais participativa.

Isso não significa que seja mais fácil ou mais difícil do que os moldes tradicionais, afinal, ter uma ideia sensacional, que mova muitas pessoas, também não é algo tão simples. Mas acredito que seja uma outra forma de viabilização, uma alternativa, que depende, de fato, muito mais de quem tem a ideia, do que dos tão burocráticos “Q.uem I.ndique” desse meio de patrocínios.

A grande diferença, também, é que a mobilização tem sido usada para que pessoas físicas possam proporcionar a criação artística. É muito mais do que patrocinar projetos, é mover pessoas: pessoas de verdade, que tem idéias, sentimentos, causas, que se envolvem, e ajudam como e quanto podem, que acreditam em uma ideia, e não um plano de negócios do marketing cultural de uma determinada empresa.

“O grande ponto do crowdfunding é que existe uma troca de valor, não é simplesmente uma doação.” - afirma Diego Reeberg, um dos criadores do Catarse.me.

Em poucos meses, do início do ano para cá, projetos como Catarse, Multidão (que agora trabalham juntos), Incentivador, Movere.me, Motiva.me (que está fora do ar), o Queremos e o Senso Incomum surgiram nesse cenário. Coincidência? Acredito que foi uma necessidade coletiva de fazer acontecer, que levou a pesquisas de alternativas, e acabou por trazer um mesmo tipo de insight nos colaboradores dessas plataformas.

Apesar de parecidos, cada um deles tem a sua própria individualidade, o seu diferencial. Ficou interessado? Pesquise e explore cada um para saber qual o que mais se encaixa ao seu objetivo.

O pessoal do Movere colocou uma lista bem interessante sobre os principais motivos do porquê incentivar coletivamente:

* Contribuir para a realização de coisas que você já gosta;
* Surpreender-se com autores e ações que nunca ouviu falar;
* Ter experiências que nunca imaginou possíveis e deixar a vida mais divertida;
* Ganhar recompensas únicas de pessoas que admira ou tem identificação;
* Se aproximar de autores, projetos e trazer para si um pouco dessa inspiração;
* Ter o poder de decisão. Sua participação tem peso, valor e afeta pessoas.
* Mais projetos no Brasil: mais circulação de ideias e dinheiro. Você move o país!


Alguns artistas conhecidos já estão envolvidos nessa, como Raul Seixas, com o documentário "Raul: o início, o fim e o meio", e o Sururu na Roda, para a gravação do seu próximo CD, homenageando Nelson Cavaquinho: http://movere.me/exibeProjeto.do?id=3

Assista ao vídeo que saiu essa semana na Globo.com sobre o crowdfunding:



25 de abr de 2011

Aproveite o fim de abril no SESC Tijuca!



O SESC Tijuca está com uma ótima e variada programação cultural nessa última semana de abril.

No Teatro, das peças que estavam em cartaz esse mês, a "A História do Homem Que Houve Mozart e da Moça do Lado que escuta o homem" é a única que continua até esse fim de semana: Embalados por uma tempestade que não cessa, um professor de literatura perseguido pelo seu passado, chega a uma hospedaria e não se dá conta que no quarto vizinho, habita a “Moça do Lado”. Vizinhos invisíveis. Ela, mergulhada num universo próprio, conserta bonecas para concretizar um desejo de reparação e aliviar uma dor sentenciada, concentrando todos os esforços para conter as inúmeras goteiras e infiltrações que assolam a sua vida. Ambos solitários a beira do abismo, esquecidos de si, não percebem que o imprevisível faz-se necessário e quando tudo parece infindável, eis que surge uma fresta de luz.

Curtiu? Então não perca, pois esse é o último fim de semana!



Mas durante a semana também vai rolar uma programação especial: mais uma edição do Amostra Grátis, evento gratuito do projeto Geringonça, nessa sexta-feira, dia 29/04, a partir das 19h.

Nesta edição do haverá uma mistura de sons e rimas de movimentos que convivem lado a lado nas comunidades do Rio de janeiro:

Roda de Funk da APA Funk - Movimento que une e celebra as diferentes gerações com a participação de profissionais e amigos reunidos pela APA Funk.

Circuito Carioca de Ritmo e Poesia (CCRP) - Poesia e improviso misturando música brasileira e mundial através das Rodas de Rima que acontecem de segunda a segunda no palco mais vivo e democrático existente: as ruas de todo o Rio de Janeiro.

Projeto do Passinho - Uma mostra de dança envolvendo a linguagem coreográfica mais identificada com as comunidades populares cariocas, que iniciou com os passos do baile funk e assimilou os movimentos de ritmos diversos como o frevo e o forró no Brasil, além do tango e do Jazz no exterior.

Gabriela Boechat - Dos grupos Gambiarra Profana e Fulanas e Tal, a artista plástica da Baixada Fluminense traz diversas técnicas em telas na exposição “Arte Mundo”.

Mestre de Cerimônias - Rafael Nike, nascido e criado em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, é cantor, compositor, produtor, ativista cultural e estudante de Letras. Também coordena o Espaço Cultural Na Encolha e atua como vocalista da banda Batuque 18, além de ser Subsecretário de cultura e turismo de Nova Iguaçu.



O endereço do SESC Tijuca fica na Rua Barão de Mesquita, 539. Apareçam!

15 de abr de 2011

100 anos de Praça Saens Peña e muitas comemorações

Abril é o mês em que o coração da Tijuca completa 100 anos: a Praça Saens Peña. E como não poderia deixar de ser, muita coisa boa já está acontecendo para tamanha comemoração.

Como divulgado no nosso twitter, no dia 12/04 o SESC Tijuca apresentou o filme Praça Saens Peña, de Vinicius Reis. Após a exibição do filme aconteceu uma mesa de debate com a participação de Thalita Ferraz, o diretor do filme, Vinicius Reis, o diretor-social da Associação Comercial e Industrial da Tijuca (Acit), Jaime Miranda, o articulador do projeto de revitalização da Tijuca, Gustavo Colombo, e o idealizador do Cine Centímetro (réplica do Metro-Tijuca em Conservatória/ RJ), Ivo Raposo.

Já a Drogaria Venâncio, em parceria com o jornal O Globo, vai realizar uma exposição de fotografias de algum momento especial que seus freqüentadores vivenciaram nela, a "Saens Peña 100 anos - Imagens de uma história". As inscrições para envio de fotos encerrou ontem, e o resultado vocês conferem de 25/04 a 10/05, disponível em totens espalhados pela praça. E também dentro dessa programação, no dia 30 de abril, às 20h, Luiz Melodia, Luiz Camilo e Flávia Bittencourt comandam um grande show, na própria praça.

Na área de esportes vai acontecer um evento bem interessante, para comemoração da data: a Corrida e Caminhada Centenário Praça Saenz Peña. Confiram maiores informações no site do evento: http://www.saenzpena100anos.com.br

Está sabendo de mais alguma comemoração? Compartilhe nos comentários abaixo, ou por e-mail: tijucultural@gmail.com

E aqui ficam os nosso parabéns a essa praça, que tem tanta importância e histórias marcantes na vida dos tijucanos.

4 de abr de 2011

Começa hoje a Semana de Cultura Popular da UERJ

Exposição em homenagem a São Jorge, apresentação de dança e mesas-redondas na Semana de Cultura Popular da UERJ

O Departamento Cultural da UERJ apresentará entre os dias 4 e 7 de abril a 12ª Semana de Cultura Popular.

O evento tem como objetivo apresentar trabalhos relacionados à cultura popular e debates sobre o assunto, explorando o tema central desta edição: religiosidade popular.

A exposição “Jorge”, em homenagem a São Jorge, inaugura o evento hoje, 4 de abril, às 18h30, na galeria Cândido Portinari da UERJ. Na mostra, o fotógrafo Vanor Correia apresentará fotografias realizadas no Rio de Janeiro, no dia 23 de abril, dia dos festejos de São Jorge, dos anos de 2007, 2008 e 2009. Serão, também, expostas na galeria esculturas de artistas populares que veem o santo como fonte de inspiração.

A Companhia Folclórica do Rio Janeiro, da Escola de Educação Física e Desportos da UFRJ, realizará apresentação hoje também, às 20h, no Teatro Odylo Costa, filho.

Já nos dias 5, 6 e 7 de abril, a Semana de Cultura Popular 2011 terá mesas-redondas com convidados de diversas instituições debatendo assuntos pertinentes à cultura popular, conforme programação abaixo.

Mesas-redondas

05-04-2011

9h30 às 12h – “Mestiçagens e novos saberes: reflexões sobre o mundo
religioso”
Participantes: Zeca Ligeiro (UNIRIO), Alberto Ikeda (UNESP) e Aureanice Corrêa (UERJ) - mediadora
Local: Auditório do Instituto de Artes da UERJ (11º andar)

19h às 21h30 – “Arte e religião: objetos sagrados de produção popular”
Participantes: Andréa Paiva (Antropóloga), Tadeu Mourão (UFRJ) e Isabela Frade (UERJ) - mediadora
Local: Auditório do Instituto de Artes da UERJ (11º andar)

06-04-2011

9h30 às 12h – “Formas contemporâneas de religiosidade popular”
Participantes: Cristiane Carvalho (Igreja Contemporânea), Maria Clara Rebel (UNESA) e Gustavo Corrêa (UERJ) - mediador
Local: Auditório do Instituto de Artes da UERJ (11º andar)

19h às 21h30 – “O saber do viver: reflexões de uma prática”
Participantes: Vanor Correia (Fotógrafo), Maritônio (Artista Popular),
Eurico Ramos (Babalorixá da nação Ketu) e Cáscia Frade (UERJ) - mediadora
Local: Auditório do Instituto de Artes da UERJ (11º andar)

07-04-2011

18h às 20h – Exibição do documentário “Fé”, seguido de debate com o Padre Sérgio
Local: Midiateca Arte e Cultura – Centro Cultural da UERJ


UERJ/SR-3/Decult apresentam:

Exposição “Jorge”
Local: Galeria Cândido Portinari
Rua São Francisco Xavier, 524 – Maracanã
Tel.: (21) 2334-0728 / 0114
Abertura: 04 de abril de 2011, segunda-feira, às 18h30
Visitação: até 20 de maio de 2011.
De: segunda a sexta, das 9h às 20h

ENTRADA FRANCA

Inscrição: uerjculturapopular@gmail.com

3 de abr de 2011

01 ano e muitas mudanças pela frente!

Olá queridos leitores!

Para você, que acompanhava as postagens do Canto Cult, surpresa: mudamos de endereço!

Por quê?

No final de 2010 senti que o blog estava precisando se focar em alguma coisa, se envolver com uma causa em específico e, por isso, desde o início do ano ele estava sofrendo esse processo de reestruturação.

Como uma tijucana de corpo e alma, que defende sua região com unhas e dentes, além de conversas com outros companheiros do meio cultural, percebi que ao juntar o que já fazia aqui, mas focando nessa causa, posso alcançar resultados ainda mais positivos e efetivos.

Deixei, então, para re-inaugurar o blog quando este completasse 01 ano de existência. Esse dia chegou, cá estamos.

O que muda?

O blog continuará o mesmo: postando textos sobre o meio cultural, sobre arte, trabalhar com cultura, formas de fomento, projetos inovadores, abrirá espaços para artistas e divulgação de programação cultural.

Em parceria com o Jacarepaguá Cultural, e partindo do mesmo princípio, a proposta desse espaço é de fortalecer primeiro o pequeno, o regional, para então partir para o grande. Dessa forma, o blog pretende fortalecer a cena cultural da região da Tijuca, focando em seus projetos, espaços culturais, artistas e programação.

É da região? Tem vontade de colaborar? Então entre em contato na página "Contato"!

E vamos aos trabalhos!